Dicas de Alimentos Afrodisíacos Para Aumentar a Libido


Se você deseja apimentar a sua relação, saiba que uma excelente dica é consumir alimentos afrodisíacos (1). Eles possuem uma série de substâncias que estimulam os sentidos do indivíduo e também desencadeiam uma série de reações corporais que aumentam a libido.

Existem vários produtos do gênero que prometem melhorar o apetite sexual, bem como o desempenho durante as relações. Contudo é preciso ficar atento sobre quais realmente geram resultados. Além disso, é preciso se preocupar também com a quantidade consumida, bem como a forma de consumo (2).

Para surtir o efeito desejado, os alimentos afrodisíacos precisam estimular a liberação de serotonina. Ela é um neurotransmissor que interfere diretamente não só no humor da pessoa, como também em uma série de outros fatores: sono, apetite, funções intelectuais, temperatura do corpo e etc.

Por conta disso, é muito importante que se estimule a produção desse hormônio para que o indivíduo se sinta alegre e tenha prazer mais facilmente. A falta dele leva a pessoa a cair em um estado de mau humor constante, bem como na dificuldade de dormir, se alimentar e na inibição sexual.

Benefícios dos alimentos afrodisíacos

chocolateOs alimentos afrodisíacos são importantes não apenas para estimular o aumento da libido. Muitos deles possuem nutrientes que ajudam o corpo como um todo. É o caso do amendoim, por exemplo, que é rico em vitamina E e por isso é um excelente estimulante, mas também um ótimo antioxidante.

Eles agem como agentes químicos ou de odores que ajudam a estimular o apetite sexual, combatem a impotência, auxiliam na lubrificação e aumentam a fertilidade. Tudo isso de forma natural. Por conta disso, são extremamente recomendados por especialistas (3).

Diferentes dos medicamentos, eles não possuem efeitos colaterais agressivos, o que os torna mais seguros. Isso sem contar a questão de custo benefícios. Remédios de estimulação sexual, geralmente, são muito mais caros do que alimentos afrodisíacos.

A grande maioria desses produtos podem ser consumidores tanto in natura como em pratos elaborados. Isso, porém, interfere na potência deles. É o caso, por exemplo, dos morangos com champanhe ou chantilly, que tem resultados bem mais potentes do que a fruta consumida de forma natural.

Outro exemplo são os pratos asiáticos, que, em sua maioria, levam curry. O tempero tem em sua composição diversos alimentos afrodisíacos, tais como: canela, pimenta, gengibre, açafrão entre outros. Por conta disso, refeições com essa especiaria tendem a ser ótimos estimulantes sexuais (4).

Os alimentos afrodisíacos são encontrados mais facilmente e são mais acessíveis, possuindo efeitos colaterais bem menores do que medicamentos.

Isso sem contar o fator que podem ser consumidos por homens e mulheres sexualmente ativos, independentemente da idade.

Temperos e ervas afrodisíacas

Esses alimentos afrodisíacos são usados por pessoas que desejam aumentar a libido. Isso porque eles podem ser usados em diferentes pratos, bem como ser consumidos de várias formas. Veja:

  • Pimenta doce ou vermelha: Um dos alimentos afrodisíacos mais consumidos e usado por povos antigos há séculos por ser rico em capsiacina, um alcaloide potente. Presente em diversos pratos exóticos, ela é considerada um excelente estimulante.
  • Canela: Conhecida cientificamente como Cinnamomum, pode ser encontrada tanto em rama como em pó. É usada no preparo de doces, carnes e currys. Aumenta o nível de testosterona nos homens e estimula a lubrificação nas mulheres.
  • Alecrim: Essa erva é um potente estimulante sexual, e uma ferramenta eficaz no combate a impotência. Pode ser consumido tanto em receitas, como em forma de chá.
  • Noz moscada: Além de ser um excelente estimulante, aumentando o apetite sexual, é muito utilizada pelas mulheres para aumentar a fertilidade. Consumir seu chá em excesso pode causar efeitos alucinógenos.
  • Açafrão: Ajuda a reduzir o estresse e a melhorar o humor (5). É considerado pela gastronomia mundial como um tempero extremamente fino, que, por conta do seu gosto forte e amargo, deve ser utilizado com cuidado, evitando-se o excesso (6).
  • Manjericão: É um tempero que começou a ser utilizado como alimento afrodisíaco por conta da cultura Vodu no Haiti. Além de estimular o desejo sexual, também é utilizado para aumentar a fertilidade da mulher (7).

Esses são apenas alguns dos temperos e ervas afrodisíacas que são considerados excelentes estimulantes sexuais e que aumentam a libido.

Contudo, é preciso se levar em conta que cada organismo funciona de uma maneira. Logo, alguns produtos podem gerar efeitos melhores do que outros.

Frutas afrodisíacas

Desde os primórdios da humanidade algumas frutas são consideradas excelentes estimulantes da libido. Isso porque, muitas mitologias acreditam que algumas delas estavam extremamente ligadas ao amor, à paixão, e, claro, ao sexo. Por isso, até hoje elas são amplamente consumidas.

  • Morango: Sendo uma fonte de vitaminas A, B5, B6 C e E, a fruta é um ótimo alimento afrodisíaco. A origem da sua associação ao estimulo sexual se deve a Lei da Semelhança, que diz que as comidas que se parecem com órgãos sexuais são excelentes estimulantes.
  • Abacate: Era conhecida pelos Astecas como “Ahuacat”, que significa testículos. Rica em zinco e vitamina B6, a fruta estimula a produção da testosterona em homens, e ainda ajuda na regularização da tiroide nas mulheres.
  • Coco: É considerado um excelente alimento afrodisíaco por conta da cultura indiana. Na Índia, acredita-se que as bebidas feitas à base de leite de coco possuem propriedades estimulantes. Além disso, dizem que a fruta aumenta a quantidade de sémen produzido pelo homem.
  • Figo: Assim como o morango, a fruta é bastante consumida para aumentar a libido por conta da Lei da Semelhança. Tanto que, em alguns lugares da China, ela é chamada de vulva.
  • Manga: De modo geral, as frutas tropicais são consideradas excelentes alimentos afrodisíacos por conta dos sabores, odores e cores fortes. Contudo, a manga é uma das mais consumidas e é utilizada em vários pratos da Ásia e Polinésia.

Essas são apenas algumas das frutas afrodisíacas citadas com mais frequência por nutricionistas.

Também são bastante conhecidas e podem ser conhecidas tanto in natura, quanto, em prato requintados, principalmente sobremesas.

Grãos afrodisíacos

  • Amendoim: Conforme citado anteriormente, o amendoim é um excelente estimulante sexual. Além de ser rico em zinco e vitamina E, ele aumenta a libido e a energia, bem como combate a impotência (8).
  • Amêndoas: Os grãos também são ricos em zinco, selênio e vitamina E. São considerados alimentos ideais para homens que desejam aumentar a produção de testosterona no organismo.
  • Pistache: Segundo um estudo na Turquia, 17 homens que consumiram o alimento por três semanas apresentam melhora na vida sexual. O grão ajudou a aumentar a libido e a satisfação sexual, bem como gerou ereções mais fortes e duradouras (9).
  • Castanhas: São ricas em vitamina E, que interfere diretamente na produção de testosterona nos homens. Além de serem consideradas energéticas, são excelentes estimulantes sexuais.

Os grãos são considerados alimentos afrodisíacos por conterem altos índices de zinco e vitamina E, que são essenciais para dar energia e melhorar o desempenho do organismo.

Top 5 de alimentos afrodisíacos mais consumidos

Apesar de existir uma vasta gama de alimentos afrodisíacos que tem resultados comprovados cientificamente, alguns são considerados verdadeiros coringas na relação sexual. Além de aumentarem a libido, também são excelentes fontes de energia e de combate à impotência.

  • Chocolate: Esse, sem sobra de dúvidas, é um dos alimentos afrodisíacos mais conhecido e consumido. Segundo o Eric Thomas, chef do restaurante Tantra (São Paulo), ele ajuda na liberação da endorfina, que também é liberada durante o orgasmo (10).
  • Ostras: Para a nutricionista Heloísa Guarita, as ostras são excelentes alimentos afrodisíacos e fontes de vitaminas do complexo B (que ajudam na produção de hormônios femininos), e, zinco (essencial para a produção de esperma no homem).
  • Catuaba: A planta medicinal brasileira ganhou fama internacional por conta das suas propriedades estimulantes. Além de estimular o metabolismo, é muito utilizada para combater o estresse e a impotência sexual.
  • Guaraná: De modo geral, a fruta brasileira é considerada um alimento bastante energético. Além de ser excelente estimulante sexual, também ajuda a combater o estresse, bem como cansaço físico e mental. Pode ser consumido tanto in natura quanto em pó.
  • Ginseng: Segundo uma pesquisa da Universidade Jamia Hamdard, de Nova Délhi, ele é um excelente revitalizante, que pode aumentar a libido facilmente (11), bem como combater a disfunção erétil. É uma erva bastante popular, principalmente na medicina chinesa (12).
  • Gingko Biloba: A planta é considerada uma verdadeira lenda. É tão forte que, para se ter uma ideia, resistiu aos ataques atômicos do Japão. É muito utilizada para regularizar a circulação sanguínea, bem como para combater a impotência e melhorar a performance durante o sexo (13, 14).

Alimentos afrodisíacos são atestados pela ciência

Vários especialistas apontam que a comida e o sexo estão extremamente ligados. Isso porque, ambas são necessidades físicas básicas e primárias existentes em qualquer ser humano. Por conta disso, a alimentação é tão questionada na hora de se falar sobre o aumento da libido.

É muito importante ressaltar que os alimentos afrodisíacos possuem diversas comprovações científicas que demostram a sua eficácia. Contudo, é importante ressaltar que alguns podem gerar resultados melhores em determinados tipos de organismos.

O estudo “Afrodisíacos de Origens Vegetais e Animais – Uma Revisão da Atual Literatura Científica”, feito pela Universidade Guelph, é um dos mais completos sobre o assunto (15).

Ele reúne uma série de pesquisas e publicações que mostram como diversos produtos naturais que aumentam a excitação sexual.

Os alimentos afrodisíacos são excelentes opções para quem deseja melhorar a vida sexual, bem como aumentar a libido.

Além de serem mais acessíveis, possuem efeitos colaterais menores, isso quando causam alguma reação adversa, o que é raro. Por isso, são extremamente populares e consumidos.