Os 11 Melhores Alimentos Para Uma Pele Saudável


A alimentação está diretamente ligada à saúde, seja ela a do organismo em geral ou até mesmo dos cabelos, unhas e peles. Sendo assim, descobrir quais são os melhores alimentos para ter uma pele saudável pode ajudar você a cuidar da sua.

Muitas pessoas se entregam a produtos excessivamente caros e a tratamentos dolorosos para conquistar a pele dos sonhos. Ainda que esses métodos sejam funcionais, um dos melhores segredos para o sucesso está justamente no que você come. Sendo assim, a alimentação deve estar sempre o principal foco.

Se alimentar de forma desequilibrada, priorizando a ingestão dos nutrientes necessários para o corpo pode ajudar não apenas a ter a pele não saudável, mas também a controlar o excesso de peso e evitar doenças graves.

É necessário consumir de tudo um pouco. Especialmente se tratando de nutrientes e vitaminas, que são essenciais para o dia a dia. Por isso saber distinguir os alimentos que ajudama ter uma pele saudável daqueles que têm calorias vazias pode fazer toda a diferença.

Afinal, quais são os principais alimentos para uma pele saudável?

Para conquistar sucesso em qualquer reeducação alimentar que vise mais saúde, conhecer seu corpo é o primeiro passo. É somente dessa forma que você descobrirá as principais necessidades do organismo e conseguirá adequar seu cardápio a elas.

Sua pele, como dito, é diretamente influenciada pelo que você consome regularmente. E isso não influencia apenas a beleza e elasticidade, mas também na questão do envelhecimento precoce.

Confira a seguir 11 alimentos que vão ajudar você a driblar esses problemas como sucesso:

1. Peixes

Uma pele saudável é capaz de se beneficiar muito de peixes ricos em gorduras. Exemplos como arenque, salmão e cavala proporcionam ácidos graxos ômega-3 para o corpo (1).

Esses ácidos atuam na flexibilidade e na hidratação da pele. Além disso, eles ajudam a deixá-la mais resistente. Pessoas que não o ingerem em quantidades suficientes podem acabar vivenciando a secura da pele (12).

Além disso, o ômega-3 é capaz de reduzir a inflamação. Esta pode culminar em acne e vermelhidões no rosto. Nestes casos, o ômega-3 é capaz de proteger a pele dos efeitos da exposição aos raios ultravioleta (23).

Segundo estudos, tomar um suplemento de ômega-3 auxilia no combate a doenças autoimunes e inflamatórias. Algumas deles são o lúpus e a psoríase. Ele também eleva os níveis de vitamina E, que atuam como antioxidantes. Esta vitamina protege contra danos causados por radicais livres (45).

Os peixes ricos em ômega-3 também podem desempenhar um papel no fornecimento de proteínas. São que mantêm a estrutura e a integridade de peles saudáveis e resistentes (5).

Finalmente, esse tipo de peixe é importante pelo alto fornecimento de zinco, que é um mineral responsável por diminuir os níveis de inflamação e produzir novas células que compõe a pele. O zinco ajuda ainda a melhorar a saúde em geral. Não obter o suficiente dessa proteína pode ser prejudicial para a cicatrização e ainda causar lesões (6).

2. Abacates

Ricos em gordura saudável, os abacates fazem bem a todo o corpo, inclusive para a pele. Com ele, a hidratação e a flexibilidade da cútis é garantida (7).

Segundo estudos, consumir gorduras saudáveis – como as encontradas no abacate – pode deixar a pele mais flexível e elástica,. Essa fruta também pode aumentar a proteção contra os danos dos raios UV, que incluem envelhecimento precoce e rugas (8910).

O abacate também possui um alto teor de vitamina E. É ela que protege a cútis contra o dano oxidativo. Segundo estudos, a eficácia da vitamina E é potencializada com a sua combinação com a vitamina C, que também é importante para a saúde da pele, fornecendo colágeno – proteína estrutural que proporciona força (5, 11).

A vitamina C atua também como um antioxidante que protege sua pele de danos que culminam no envelhecimento precoce da pele. Consumir meio abacate por dia pode fornecer 10% da ingestão recomendada diariamente de vitamina E, além de 17% de vitamina C (11, 12).

3. Nozes

nozesEssas oleaginosas proporcionam ácidos graxos essenciais para o corpo, uma vez que não são naturalmente produzidas. As nozes são mais ricas que a grande maioria das oleaginosas em termos de ômega-3 e ômega-6. Quando esses compostos são equilibrados, podem ser capazes de reduzir a inflamação na pele (1314).

O ômega-3 ainda é pouco consumido, sendo a ingestão da noz importante para manter o corpo todo em equilíbrio. Vinte e oito gramas de nozes fornecem 6% do IRD de zinco, que ajuda na cicatrização por ser um antibactericida (15).

Além disso, o consumo de nozes fornece quantidades interessantes de vitamina E, selênio e vitamina C. São estas que atuam como antioxidantes, sendo capazes de proteger a pele do dano oxidativo (13).

4. Sementes de girassol

Cerca de 30 g de semente de girassol fornecem 32% do IRD de selênio, além de 10% do IRD de zinco, 27% do IRD de vitamina E e uma boa quantidade de proteínas (16).

Além de fornecer todos esses benefícios, essa semente também é rica no ácido graxo ômega-6, atuando na espessura, hidratação e flexibilidade da pele (16).

Mais de 4000 mulheres auxiliaram em um estudo. Este comprovou a relação entre o ácido linoleico (advindo do ácido graxo ômega-6) e uma pele menos fina e seca, especialmente quando associada ao envelhecimento (17).

5. Batatas doces

Sendo ricas fontes de betacaroteno, as batatas doces estão incluídas na lista dos alimentos para uma pele saudável. Esse nutriente convertido em vitamina A gera benefícios à pele. A vitamina está presente em vegetais das cores verde escuro e laranja (518).

Em termos do fornecimento da vitamina A, 100 g de batata doce proporciona mais de quatro vezes do IRD dessa vitamina. Além disso, a presença dos carotenoides na batata doce auxilia na saúde da pele e na proteção ao sol (19).

O betacaroteno atua na coloração da pele, deixando-a mais bonita e protegida da exposição solar. Isso previne o envelhecimento precoce da pele e a morte celular, que culminam em uma pele seca e cheia de rugas (5).

6. Pimentões vermelhos ou amarelos

Esses alimentos, bem como a batata doce, possuem altas taxas de betacaroteno. Cerca de 149 g dele são capazes de suprir 92% das necessidades diárias de vitamina A (20).

Além disso, o pimentão é rico em vitamina C. É esta a responsável pela formação do colágeno proteico, que proporciona a firmeza e a força da cútis. Em termos de vitamina C, o suprimento diário recomendado chega até a 317% de sua taxa (20).

Através de pesquisas comprovou-se que ingerir vitamina C diminui a aparência de ressecamento e o aparecimento de rugas com o passar dos anos (17).

7. Brócolis

Esse vegetal está na lista de alimentos para uma pele saudável por ser capaz de fornecer nutrientes importantes para a saúde e aparência da pele. Alguns deles são as vitaminas A, C e o zinco (21).

O brócolis contém a luteína, que atua como uma betacaroteno mesmo sendo apenas um carotenoide. Sem ele, a pele possui mais chances de ficar ressecada e com rugas aparentes. O sulforatano também está presente na composição do brócolis, possuindo até mesmo efeitos anticancerígenos (2223).

O sulforatano também age como um protetor contra os raios ultravioleta solares. A atuação acontece a partir da neutralização de radicais livres e do estímulo do melhor funcionamento dos sistemas que protegem o corpo (2324).

Estudos comprovaram que essa substância pode diminuir a morte celular causada pelos raios ultravioleta em até 29%, sendo capaz de manter a proteção atuando por até 48 horas (24).

8. Tomates

Os tomates são capazes de proporcionar boas doses de vitamina C, que já foi comprovada como uma boa substância para a pele. Eles contém licopeno, uns dos principais carotenoides disponíveis no universo alimentício.

Os danos causados pela radiação solar podem estimular as rugas, condições que os betacarotenos trabalham em massa para evitar e prevenir. É recomendada a ingestão de gorduras saudáveis junto com os tomates, uma vez que elas influenciam na melhor absorção do corpo de substâncias positivas neles presentes (252627).

9. Chocolates com alto teor de cacau

Os efeitos de chocolates com altos níveis de cacau podem ser surpreendentes para o corpo todo, mas agem também sobre a pele. Estudos demonstraram que o pó de cacau é rico em antioxidantes que melhoram a textura da pele, tornando-a menos áspera e sensível (28).

Através de uma pesquisa que ofereceu 20 g de chocolate com alto teor de cacau para os participantes, descobriu-se que a resistência a raios UV aumentou. Esse fato se dá pelas altas taxas de antioxidantes contidas nesse tipo de chocolate, que também melhora a aparência das rugas (29).

Apesar de ainda serem necessários mais estudos, o cacau pode proporcionar jovialidade e proteção à pele, de forma geral. A porcentagem de cacau deve ser de pelo menos 70% da composição do chocolate para garantir os efeitos citados (30313233).

10. Chá Verde 

O chá verde é importante para retardar o envelhecimento da pele. Isso acontece através de um composto chamado de catequina, que é benéfico para a cútis de diversas maneiras diferentes. Ele também demonstrou ser efetivo contra os danos causados pela radiação solar (343536).

Um estudo com 60 mulheres demonstrou que a vermelhidão da pele advinda da quantidade de exposição ao sol foi reduzida com o consumo de chá verde em uma taxa de até 25% (37).

Porém, tomar o chá com leite pode diminuir sua potencialidade. E isso porque a substância pode reduzir os benefícios contidos nos antioxidantes presentes no chá verde (38).

11. Vinho tinto

Finalmente, o vinho tinto está na lista de alimentos para uma pele saudável. Sua prsença se deve ao fato dele conter resveratol, um composto que retarda o envelhecimento da pele e reduz a quantidade de radicais livres que afetam sua saúde e aparência (739).

Com as informações acerca desses alimentos é possível investir ao máximo nos cuidados de sua pele de forma natural e eficaz, evitando procedimentos invasivos e caros.