O Que Causa A Desidratação?


A desidratação ocorre quando o corpo perde mais fluído do que o ingerido. A causa mais comum da perda de água no corpo é transpiração excessiva. Saber o que causa a desidratação ajuda na hora de tomar medidas para evitá-la da melhor forma efetiva.

A quantidade sugerida de água que deve ser bebida diariamente é de 2 litros. Pessoas que se exercitam ou que estejam expostas a altas temperaturas constantemente devem aumentar a ingestão de água.

Quando o corpo se desidrata excessivamente, os órgãos, células e tecidos não funcionam como deveriam. E isso pode causar sérias complicações, levando o corpo até mesmo a um choque.

A desidratação pode ser leve ou grave. No primeiro caso, ela geralmente pode ser tratada em casa; já no segundo caso, precisa de tratamento médica emergencial. Por isso, saber o que causa a desidratação definirá a melhor forma de recorrer à ajuda.

Fatores de risco e o que causa a desidratação

Os atletas expostos ao sol frequentemente não são os únicos que correm o risco de se desidratarem. Fisiculturistas e nadadores também estão entre as pessoas que mais estão expostas à perda excessiva de água no corpo.

Isso ocorre porque, nesses esportes, o consumo de água é desencorajado durante o treinamento ou antes das competições. E isso pode  causar uma desidratação “auto induzida”.

Por mais estranho que pareça, é possível suar na água. E tanto é que os nadadores perdem muito suor durante a prática da natação.

Algumas pessoas correm maior risco de se desidratarem e, por isso, devem se preocupar em saber o que causa a desidratação:

  • Trabalhadores expostos a quantidades excessivas de calor (como soldadores, paisagistas, pedreiros, mecânicos etc);
  • Idosos;
  • Pessoascom doenças crônicas;
  • Atletas (especialmente corredores, ciclistas e jogadores de futebol);
  • Lactantes
  • Crianças pequenas;
  • Pessoas que residem em lugares com altitudes elevadas.

A desidratação acontece quando corpo perde água regularmente através da transpiração e da urina, sem que a mesma seja reposta. Ela é causada por qualquer situação ou condição que faça com que o corpo perca mais água do que o normal.

A transpiração faz parte do processo de resfriamento natural do seu corpo. Quando ele se aquece, as glândulas sudoríparas se ativam para liberar a umidade do corpo, na tentativa de resfriá-lo.

O que causa a desidratação, nesse caso, é a evaporação. Quanto mais suor é produzido, mais evaporação há. A transpiração também hidrata a pele e mantém o equilíbrio de eletrólitos em seu corpo.

Do que é composto o suor

O fluido do suor é composto principalmente de sal e água. A transpiração excessiva pode desidratar justamente porque ocasiona na perda de uma grande quantidade de água. O termo técnico para transpiração excessiva é hiperidrose.

As doenças que causam vômitos contínuos ou diarreia podem levar à desidratação. Isso ocorre porque o vômito e a diarreia podem expulsar muita água do corpo, além de eletrólitos importantes que também são perdidos por esses processos.

Os eletrólitos são minerais utilizados pelo corpo para controlar os músculos, a química do sangue e alguns processos orgânicos. Eles são encontrados no sangue, na urina e em outros fluídos no corpo.

Quando você tem febre, ocorpo perde fluido através da superfície da sua pele, tentando diminuir a temperatura corporal. Muitas vezes, a febre pode levar ao suor em excesso, tanto que, se você não beber bastante água, pode acabar desidratado.

Outra situação que causa a desidratação é a micção, que é a maneira normal do corpo de liberar toxinas. Algumas condições podem causar desequilíbrios químicos, que podem aumentar a produção de urina. Se você não substituir o líquido perdido por micção excessiva, corre o risco de desenvolver a desidratação.

Sintomas da desidratação

Os sintomas são diferentes caso a condição seja leve ou grave.Em caso de desidratação leve ou moderada, os sintomas são:

  • Sonolência;
  • Boca seca;
  • Aumento da sede;
  • Diminuição da micção;
  • Menor produção de lágrimas;
  • Pele seca;
  • Prisão de ventre;
  • Tontura;
  • Dor de cabeça.

Já os sintomas da  desidratação severa são:

  • Sede excessiva;
  • Baixa produção de suor;
  • Pressão sanguínea baixa;
  • Frequência cardíaca rápida;
  • Respiração rápida;
  • Febre;
  • Olhos fundos;
  • Pele enrugada;
  • Urina escura.

Como a desidratação é diagnosticada e tratada?

Antes de fazer qualquer exame, o médico analisará quaisquer sintomas que possam demonstrar outras condições. Depois de avaliar o histórico médico, o profissional verificará os sinais vitais, incluindo a frequência cardíaca e sua pressão arterial do paciente.

Um exame de sangue pode ser usado para verificar o nível de eletrólitos, o que pode ajudar a indicar perda de fluido. Um teste de sangue também pode ser usado para verificar o nível de creatinina do seu corpo. Isso ajudará seu médico a determinar o quão bem seus rins estão funcionando.

Um exame de urina pode ser solicitado para verificar a presença de bactérias e a perda de eletrólitos. O médico também pode verificar a desidratação através da cor da sua urina.

Os tratamentos para a desidratação incluem métodos de reidratação, substituição eletrolítica e tratamento de diarreia ou vômitos, se necessário. Os métodos de reidratação incluem a administração por via intravenosa.

Para fazer isso, o médico insere um pequeno tubo IV em uma veia do braço. A solução fornecida através do IV é muitas vezes uma mistura de água e eletrólitos. Para aqueles que podem tomar a solução pela boca, o médico pode sugerir a ingestão de água junto com uma bebida de reidratação contendo eletrólitos.

Dicas extras

Não tarte a desidratação tomando refrigerante, bebidas doces ou cafeína, pois elas podem piorar seu caso. Se você está doente, aumente a ingestão de líquidos, especialmente se estiver vomitando ou com diarreia constante.

Se você estiver se exercitando ou praticando esportes, tome de 1 a 3 xícaras de água sempre antes de começar. Em intervalos regulares durante o treino, reponha os líquidos perdidos. Alie os conhecimentos sobre as causas da desidratação com os cuidados ensinados acima e cuide-se