A Dieta Paleo Pode Ajudar na Perda de Peso?


Diversas pessoas ao redor do mundo estão procurando maneiras de reduzir as medidas. É óbvio que um cardápio equilibrado aliado a uma rotina de exercícios físicos é funcional.

No entanto, existem outras alternativas, como apostar em dietas. Saiba agora como a dieta Paleo pode ajudar na perda de peso.

dieta paleoA dieta Paleo surgiu em 1985, após um estudo publicado no The New England Journal of Medicine.

O estudo argumentava sobre a capacidade do genoma humano de se adaptar em tão pouco tempo a uma dieta diferente a aplicada antes do advento da agricultura.

Defensores da dieta Paleo acreditam que os alimentos inclusos no cardápio mundial devem se basear na época em que o ser humano caçava para comer.

Por isso, eles consistem em produtos não processados, que se consumidos em menor quantidade proporcionam menores chances de alguns males aparecerem.

Há uma intensa discussão acerca do aparecimento dos problemas de saúde modernos. Alguns especialistas na dieta Paleo relacionam as origens desses problemas à inversão do estilo de alimentação dos ancestrais pré-históricos humanos (1, 2, 3).

O principal argumento é que ingerindo essa alimentação eles não enfrentavam as dificuldades que temos hoje.

Como a dieta Paleo pode ajudar na perda de peso?

perda de peso com a dieta paleoDoenças como obesidade, diabetes e outras que afetam o coração são relativamente “recentes”. Elas se popularizaram nos últimos 50 anos.

Estariam essas doenças relacionadas à rejeição da forma de alimentação dos nossos ancestrais?

Estudos comprovam que a adoção da dieta Paleo pode levar, de fato, a uma perda significativa de peso. Após um certo tempo sendo seguida, ela pode ainda proporcionar melhorias na saúde do organismo humano.

No cardápio da dieta Paleo estão inclusas a ingestão de alimentos de origem animal e vegetais que não passem por processos de processamento.

Alguns exemplos são carnes, peixes, ovos, frutas, sementes e nozes. Além destes, há vegetais orgânicos ou preferencialmente plantados em casa.

A versão original da dieta Paleo exclui totalmente alimentos como açúcar, produtos lácteos e grãos. No entanto, hoje há algumas adaptações que já aceitam a inclusão de arroz e alguns produtos lácteos.

Apesar da dieta Paleo se adaptar aos novos tempos, ela continua não permitindo alimentos processados em geral.

A dieta Paleo foge do método de outras dietas famosas e não conta calorias. Ao invés disso, restringe as opções do cardápio e as utiliza, como já é comum, como as maiores fontes de caloria para o dia a dia.

Há estudos que comprovam que a dieta Paleo pode ajudar na perda de peso. Isso porque alimentos integrais e livres de processamento são as melhores opções para a saúde em geral. Esses alimentos não contém calorias vazias, possuem menos calorias e oferecem maior saciedade.

Alimentos processados são ligados a diversas doenças modernas como as de risco arterial, a diabetes e a obesidade. Por essa razão devem ser mantidos fora do cardápio de qualquer pessoa o máximo possível, mesmo que esta não siga a dieta Paleo.

Efeitos da diminuição de peso apostando na dieta Paleo

dieta paleo ajuda a emagrecerA dieta Paleo é extremamente rica em proteínas, que podem auxiliar na redução do apetite e controlar hormônios reguladores de peso (4, 5, 6).

A proteína é o nutriente mais importante na hora de se investir na redução de medidas.

A base da alimentação da dieta Paleo é a ingestão de carnes magras, peixes e ovos. Juntos, eles fornecem entre 25% e 35% das calorias proteicas que o organismo precisa ingerir diariamente.

A dieta Paleo é extremamente pobre em carboidratos, cuja restrição é uma das melhores maneiras de perder peso.

Mais de 23 estudos mostram que uma dieta baixa em carboidratos contribui mais para a perda de peso do que as dietas tradicionais com baixo teor de gordura (7, 8, 9).

A dieta recomenda ainda a eliminação de fontes comuns de carboidratos. Por isso, pães, arroz e batatas – independente da forma de preparo – estão fora da dieta Paleo.

Carboidratos não são ruins para a saúde, mas restringir ao máximo seu acesso ao organismo certamente vai influenciar na rapidez dos resultados.

A técnica conta com uma ingestão muito menor de calorias e é por isso que a dieta Paleo pode ajudar na perda de peso. Esse é o primeiro ponto de qualquer dieta, pois é necessário que o corpo queime mais calorias do que ingere para que ocorra a perda efetiva de quilos.

Dessa forma, a dieta Paleo escolhe para o cardápio alimentos que ofereçam alta sensação de saciedade. E, assim, consegue promover o bem estar durante o dia e diminuir os riscos de compulsões alimentares ou de fome.

Estudos comprovam a eficácia da dieta Paleo

dieta paleoEstudos descobriram que a dieta Paleo é mais abundante do que outras dietas populares, como as dietas do Mediterrâneo e para diabéticos. Sua popularidade advém de seus ótimos resultados (10, 11).

Além disso, estudos mostraram que a dieta Paleo pode ajudar na produção de mais hormônios que mantêm o estômago cheio após uma refeição.

Ela ajuda bem mais para a produção de GLP-1, PYY e GIP em comparação com dietas baseadas em diretrizes tradicionais (12).

Defensores da dieta Paleo acreditam que a dieta focada na eliminação das gorduras do cardápio seja uma das principais razões pelas quais a obesidade está em ascensão no mundo. Isso porque esse tipo de dieta incentiva a ingestão de alimentos processados (13).

Defasados em nutrientes, esses alimentos propiciam muitas doenças em nome da rapidez.

Estudos comprovam que a alta ingestão de alimentos processados possui ligação direta com a obesidade e suas consequências (14, 15).

A dieta Paleo restringe a ingestão desse tipo de alimento e preza pelo que era consumido por nossos ancestrais, no período Paleolítico.

Por isso, os adeptos da dieta Paleo contam com outros tipos de alimento no cardápio. Alguns exemplos são: fontes magras de proteínas, frutas, vegetais e gorduras saudáveis, como óleos vegetais e aqueles presentes nas oleaginosas.

Os alimentos altamente processados contam com altas taxas de açúcar na composição. O açúcar adiciona calorias a alimentos que podem ser pobres em nutrientes. A ingestão de açúcar em excesso aumenta o risco de doenças e contribui para a dificuldade em perder peso.

A dieta Paleo pode ajudar na perda de peso porque elimina o maior vilão do emagrecimento de sua rotina alimentar. Contando apenas com o açúcar já presente em frutas e vegetais naturais, quem adota a dieta ganha muitos benéficos para a saúde.

Comprovações da efetividade da dieta Paleo

dieta paleoExistem muitos estudos que comprovam a efetividade da dieta Paleo na perda de peso (16, 17, 18).

Em um estudo, 14 estudantes saudáveis de medicina ​​receberam uma dieta Paleo por três semanas. Durante o estudo, eles perderam uma média de 2,3 kg e reduziram a cintura em 1,5 cm.

Em outro estudo, 70 mulheres obesas com 60 anos ou mais participaram de um teste. Enquanto uma parte das mulheres seguiu a dieta Paleo, outra ingeriu alimentos com baixo teor de gordura e ricos em fibra.

O estudo durou 24 meses e os resultados foram surpreendentes. Após seis meses, as mulheres na dieta Paleo perderam 2,5 vezes mais peso do que as da outra dieta. Em um ano, elas haviam perdido duas vezes mais peso quando comparadas ao outro grupo.

Um terceiro estudo observou 13 indivíduos com diabetes tipo 2. Eles seguiram uma dieta Paleo e depois uma dieta feita para indivíduos com diabetes (com baixo teor de gordura e moderada a alta). Os testes foram feitos por três meses.

Em média, aqueles que aderiram à dieta Paleo perderam 3 kg e 4 cm a mais de cintura do que aqueles que seguiram a dieta para diabéticos. As pesquisas acerca a eficácia da dieta Paleo ainda são recentes e há pouca informação sobre seus efeitos a longo prazo.

Aspectos da saúde que melhoram após com a dieta Paleo

A dieta Paleo tem sido relacionada a diversos benefícios para a saúde, além da perda de peso. Ela pode servir como porta de saída para o contato com doenças como infartos, acidentes vasculares diabetes e obesidade. Veja outros benefícios:

  • Redução da gordura na região do ventre

dieta paleoA dieta Paleo ajuda na redução da gordura da região do ventre. Consequentemente, ela diminui a propensão a condições de saúde perigosas (19).

Estudos demonstraram que a dieta Paleo é  eficaz na redução da gordura da barriga. Em um deles, 10 mulheres saudáveis ​​seguiram uma dieta Paleo por 5 semanas.

Em média, eles perderam 8 cm de cintura – que é um indicador da gordura da barriga. E ainda perderam em torno de 4,6 kg.

  • Redução do açúcar no sangue

A dieta Paleo também aumenta a sensibilidade à insulina e reduz o açúcar do sangue. Estudos descobriram que isso acontece porque a dieta Paleo corta produtos processados do cardápio e investe no açúcar natural dos alimentos (20, 21).

Em um outro estudo, 24 pessoas obesas com diabetes tipo 2 foram divididas em grupos. Enquanto umas seguiram a dieta Paleo, outras adotaram uma dieta com sal moderado. O acompanhamento dos grupos foi feito por duas semanas.

Ao final, ambos os grupos experimentaram maior sensibilidade à insulina. No entanto, os efeitos foram mais fortes no grupo da dieta Paleo. Notavelmente, apenas no grupo Paleo as pessoas que apresentaram maior resistência à insulina aumentaram sua sensibilidade à ela.

  • Redução dos fatores de risco de doenças

Por ser muito semelhante a outras dietas que são recomendadas a quem possui riscos de doenças cardíacas, a dieta Paleo pode reduzir os fatores de risco de algumas doenças.

Cardíacos recebem recomendações de dietas com pouco sal, fontes magras de proteínas, gorduras saudáveis ​​e vegetais frescos.

Benefícios para a saúde após a adoção da dieta Paleo

dieta paleoÉ por isso que não é coincidência que estudos tenham demonstrado que a dieta Paleo pode reduzir fatores de risco relacionados a doenças cardíacas.

Veja outros benefícios para a saúde após a adoção da dieta Paleo:

  • Redução da pressão sanguínea

Uma análise de quatro estudos com 159 indivíduos descobriu que uma dieta Paleo reduziu a pressão arterial sistólica em 3,64 mmHg. Ela ajudou ainda a reduzir a pressão arterial diastólica em 2,48 mmHg, em média.

  • Redução do colesterol “ruim”

Vários estudos descobriram que a dieta Paleo poderia reduzir triglicerídeos sanguíneos totais em até 44%. A dieta ajuda também a baixar em até 36% os níveis do colesterol LDL, conhecido como “colesterol ruim” (22).

  • Diminuição do risco de inflamações

dieta paleoInvestir em uma dieta Paleo reduz o risco de inflamações, que são processos naturais do corpo para combater infecções.

As chamadas inflamações crônicas são prejudiciais à saúde e aumentam o risco de doenças cardíacas e diabetes.

A ajuda para tratá-las vem da inclusão de alimentos que reduzem esse mal, como frutas e vegetais frescos, que são ótimas fontes de antioxidantes.

Os antioxidantes ajudam a ligar e neutralizar os radicais livres no organismo. São esses radicais livres que danificam as células durante a inflamação crônica.

Além disso, o fator mais importante que comprova que a dieta Paleo pode ajudar na perda de peso é a inclusão de alimentos saudáveis e de origem mais natural na dieta. Combinados a uma boa rotina de exercícios e cuidados pessoais,o resultado certo é a perda de peso.