O Que É a Flora Intestinal?


Popularmente conhecido como Flora Intestinal, o Microbioma Intestinal nada mais é que um grupo de bactérias presentes no intestino de qualquer ser humano. Ele tem a função de auxiliar vários processos do organismo. Entre esses processos está a digestão de alimentos.

Esse sistema é subdivido em outros dois tipos, que são:

  1. PERMANENTE –  ligado a mucosa, possui uma série de organismos fixos que tem uma proliferação ágil. Tem componentes que se adequam melhor ao organismo.
  2. TRANSITÓRIA – varia conforme a alimentação e o ambiente. Está ligada ao trato digestivo (12).

Todos os micróbios e bactérias existentes dentro do nosso sistema intestinal têm funções específicas no organismo. Por conta disso, o desequilíbrio do Microbioma Intestinal afeta uma série de outras funções do corpo humano. afinal, ele funciona de forma conjunta com o organismo.

Manter hábitos saudáveis é essencial para que a sua Flora Intestinal tenha um bom funcionamento, e, consequentemente, seu organismo seja saudável. Por isso, é importante apostar em algumas atitudes, como:

  • consumir alimentos probióticos, bem como grãos, cereais e produtos ricos em fibras;
  • evitar a ingestão de adoçantes e açúcares artificiais.

Qual a importância de se ter a Flora Intestinal saudável?

Manter um Microbioma Intestinal saudável é essencial por conta de uma série de fatores. O primeiro é o auxílio à prevenção de infecções geradas por microorganismos (bactérias, fungos e leveduras). Isso ajuda no equilíbrio do pH do sistema (3, 4).

Além disso, uma Flora Intestinal saudável é essencial para o bom funcionamento do sistema digestivo. Isso porque ajuda na produção de enzimas, que são responsáveis por dissolver nutrientes mais complexos. Elas ainda facilitam a absorção de componentes desses nutrientes (5).

Esse conjunto de bactérias também auxilia na normalização de proteínas importantes para o nosso corpo. Alguns exemplos são as vitaminas do Complexo B e K.

Essas bactérias estão presentes dentro do nosso intestino e são essenciais para evitar problemas como a prisão de ventre.

Isso sem contar que um Microbioma Intestinal também reduz mal estares, como gases e diarreias. Estes são ocasionados, geralmente, pelo desequilibro no sistema intestinal ou digestivo. Isso porque ele elimina diversas toxinas prejudiciais, que afetam o desempenho do nosso corpo (6).

Por fim, uma Flora Intestinal saudável ajuda no bom funcionamento do nosso sistema imunológico como um todo. Auxilia ainda na melhora da pele, deixando-a com um aspecto mais saudável. Logo, é muito importante que você mantenha esse sistema saudável, funcionando de maneira correta.

Doenças que podem ser causadas pelo mau funcionamento da Flora Intestinal

cuidando do intestinoExiste uma série de estudos que abordam como o desequilibro da Flora Intestinal pode afetar o sistema imunológico do ser humano. O desequilíbrio da Flora Intestinal pode facilitar o surgimento de doenças, com consequências graves para o organismo (7).

Uma delas é a Síndrome do Intestino Irritável (SII). Este é um problema no intestino que pode causar diarreia, prisão de ventre e fortes dores na barriga. Além disso, as cólicas constantes e o inchaço também são sintomas do distúrbio (8).

Outra doença que pode ser causada pelo desequilibro da Flora Intestinal é a Colite Ulcerativa, que afeta cerca de 150 mil pessoas por ano no Brasil. Este é um problema intestinal crônico, que gera a inflamação do trato digestivo. Além disso, também aumenta o risco de desenvolvimento de câncer de cólon (9).

A Doença Inflamatória Intestinal (DII) também é um distúrbio que pode ser ocasionado por conta do mau funcionamento do Microbioma Intestinal (10). Ela pode afetar apenas uma parte ou todo o aparelho digestivo. O tratamento, dependendo do caso, pode ser uma cirurgia.

Essas são apenas algumas doenças causadas pelo desequilibro da Flora Intestinal. É muito importante ressaltar que esse grupo de bactérias não afeta apenas as funções relacionadas ao intestino e estômago. Elas podem afetar ainda uma série de outros processos do nosso organismo.

Por conta disso, é muito importante que você mantenha uma dieta rica em alimentos probióticos (11), bem como tenha hábitos saudáveis. Dessa maneira, seu Microbioma Intestinal se manterá saudável, gerando, assim, uma qualidade de vida melhor.

Alimentos que melhoram a Flora Intestinal

nozesTer uma boa alimentação é essencial para manter o Microbioma Intestinal saudável. Isso porque, diversos alimentos (12) são ricos em nutrientes essenciais. Eles auxiliam no desempenho dos sistemas digestivo e intestinal, bem como no organismo humano como um todo (13).

Frutas, raízes, verduras e cereais:

  • Nozes: São excelentes fonte de fibras, zinco e manganês. Além disso, possuem uma série de nutrientes essenciais para a reparação da mucosa intestinal. Eles ajudam a evitar problemas como a prisão de ventre e os gases (14);
  • Castanha do Pará: Um excelente antioxidante que também auxilia na reparação da mucosa que pode sofrer danos por uma série de fatores. Além disso, também melhora o funcionamento do intestino evitando a prisão de ventre;
  • Alcachofras: Possui uma série de nutrientes que auxiliam na multiplicação de bactérias essenciais para o Microbioma Intestinal. Além disso, são alimentos probióticos potentes (15);
  • Banana: Ela possui uma série de fibras essenciais para o bom funcionamento do intestino. Também é rica em potássio e auxilia na regularização do sistema intestinal. Indicada para pessoas que sofrem com diarreia;
  • Soja: É um tipo de grão extremamente benéfico para a saúde, principalmente da Flora Intestinal. Ajuda na reconstrução do tecido epitelial, que é essencial para o revestimento do intestino (16).
  • Gengibre: É um alimento muito indicado para aliviar sintomas gerados pelo desequilíbrio da Flora Intestinal, como gases, cólicas e enjoos. Contudo, deve ser consumido com moderação, pois pode gerar problemas de azia.

Outros alimentos

  • chocolateIogurte com Probióticos: Possui menos conservantes e açúcares artificiais, e estimula a produção das chamadas “bactérias boas” dentro do intestino, bem como auxiliam na absorção de nutrientes importantes para o organismo (17);
  • Chocolate Amargo: O ideal é que ele possua a maior concentração de cacau possível, em torno de 70%, além de ser mais saudável, por possuir uma taxa menor de açúcar, ele tem mais probióticos do que muitos produtos lácteos;
  • Ovo: O ideal é consumir a gema do ovo, pois ela possui uma alta quantidade de Ácido Pantotênico, que, em conjunto com o Ácido Ascórbico, auxilia na produção de colágeno no organismo, que é muito importante para o bom funcionamento da Flora Intestinal;
  • Peixes Magros: Essa é uma das poucas proteínas animais que são benéficas para o Microbioma Intestinal. Isso porque, os peixes magros são digeridos mais facilmente pelo organismo e possuem uma série de nutrientes essenciais para o nosso corpo, como, o Ômega 3;
  • Chás: Além de serem excelentes diuréticos, também ajudam a relaxar o esôfago, o que auxilia o estômago a manter o ácido estomacal confinado. Entretanto, pessoas que tem problemas de refluxo gastroesofágico devem evitar o consumo em excesso.

Esses são apenas alguns itens da grande variedade de alimentos que auxiliam no funcionamento da Flora Intestinal.

Lembre-se que é essencial que você mantenha uma alimentação saudável, pois, ela irá interferir diretamente nesse grupo de bactérias, que é muito importante para o seu organismo (18).

Alimentos e hábitos que devem ser evitados

comer e beberExiste uma série de “manias” que afetam diretamente o funcionamento do Microbioma Intestinal. Elas não só dificultam o funcionamento do intestino, como também auxiliam na proliferação de bactérias maléficas que prejudicam o sistema intestinal.

Um desses hábitos é o consumo de líquidos durante as refeições, principalmente refrigerantes e sucos artificiais. Além deles possuírem uma alta concentração de açúcares (19), eles alteram o pH do sistema digestivo, dissolvendo, assim o ácido clorídrico do estômago, prejudicando a digestão.

Há outros alimentos que prejudicam o processo de digestão e afetam o funcionamento do Microbioma Intestinal. Isso sem contar que existe uma série de produtos que são mais difíceis de serem digeridos pelo estômago (20). Confira alguns alimentos que devem ser evitados:

  • Frituras: Possuem altos índices de gorduras e estimulam a azia e o refluxo ácido. São alimentos mais difíceis de serem digeridos, causam o mau funcionamento do Microbioma Intestinal e auxiliam na famosa prisão de ventre.
  • Pimenta: Tende a diminuir a pressão do músculo da parte inferior do estômago, o que faz com que o ácido presente nesse órgão volte para o esôfago, gerando, assim, a azia.
  • Álcool: Bebidas alcóolicas inflam o revestimento do aparelho digestivo, prejudicando enzimas importantes para a digestão. Isso sem contar que o excesso desses líquidos pode causar diarreia e cólicas.
  • Carne Vermelha: Esses alimentos são mais gordurosos, o que dificulta o processo de digestão. Além disso, as proteínas animais tendem a causar mais problemas relacionados a prisão de ventre e aumentam o índice de colesterol no sangue.
  • Comidas congeladas: São considerados os principais vilões de uma alimentação saudável. Possuem  conservantes e gorduras prejudiciais à saúde e são mais difíceis de serem digeridas pelo estômago.

Para melhorar o funcionamento do Microbioma Intestinal é essencial priorizar a alimentação saudável, rica em probióticos e prebióticos.

Os benefícios de manter um sistema intestinal saudável

Manter o Microbioma Intestinal saudável é essencial para o bom funcionamento não só do intestino, como, também, do aparelho digestivo. Além disso, ele interfere diretamente no funcionamento de uma série de funções importantes no nosso organismo (21).

Por conta disso, é muito importante manter uma vida repleta de hábitos saudáveis, incluindo uma dieta adequada. Dessa maneira, além de proporcionar um ambiente adequado para as bactérias benéficas que vivem na Flora Intestinal, você terá uma série de benefícios.

A saúde desse sistema de bactérias interfere diretamente, por exemplo, na absorção de moléculas de colesterol. O que, consequentemente, evita o desenvolvimento de doenças do coração ocasionadas pelo excesso desse componente no organismo (22).

Além disso, manter um Microbioma Intestinal saudável ajuda o corpo a combater inflamações, bem como a estimula a produção de antibióticos naturais, essenciais para a prevenção de doenças. Isso sem contar que ele ajuda a combater infecções no aparelho intestinal.

Outro benefício de ter uma Flora Intestinal saudável é que algumas bactérias presentes no sistema auxiliam na produção de neurotransmissores, que são essenciais para o bom funcionamento do cérebro. Um deles é a Serotonina, que é um componente que funciona como antidepressivo (23).

Além disso, é muito importante ressaltar que o intestino é ligado ao cérebro por meio de milhões de nervos. Logo, a Flora Intestinal está totalmente ligada a saúde cerebral (24). Por conta disso, é essencial que você mantenha esse sistema funcionando de maneira eficaz e saudável.

Lembre-se que as bactérias do Microbioma Intestinal são essenciais para o funcionamento do corpo de forma geral, e não apenas dos aparelhos digestivo e intestinal. Por isso, mantenha uma vida de hábitos saudáveis, dessa maneira, você com certeza terá um organismo mais saudável.