8 Benefícios do Óleo de Fígado de Bacalhau Apoiados Pela Ciência


O óleo de fígado de bacalhau pode trazer diversos benefícios para a saúde. Extraído de peixes do Atlântico, ele é um suplemento rico em ômega-3 e ácidos graxos, que regulam inflamações e reduzem a pressão arterial (1, 2).

Conheça 8 benefícios do óleo de fígado de bacalhau apoiados pela ciência.

óleo de fígado de bacalhauAlém de regular e equilibrar o corpo, o óleo de fígado de bacalhau contém diversas vitaminas, como a A e a D.

Essas vitaminas auxiliam no alívio de dores nas articulações e no tratamento do raquitismo – doença que deixa os ossos das crianças mais frágeis que o normal (3).

2 Presentes + Acesso VIP GRÁTIS!

Cadastre-se e recebe agora 2 Books com 20 Receitas Caseiras SUPERSUCOS + 14 Práticos Chás TERAPÊUTICOS + Acesso VIP Premium.

envelope
envelope

São comuns os usos de óleos de peixe, mas estes geralmente são extraídos de tecidos. Já o óleo do fígado de bacalhau é extraído diretamente de seu fígado. Por isso ele é rico em gordura e em vitaminas solúveis, o que torna o óleo ainda mais nutritivo.

O óleo do fígado de bacalhau é pouco calórico. Com 40 calorias por colher de chá, ele supre até 90% das necessidades vitamínicas que o ser humano precisa consumir em um dia, especialmente a vitamina D (4).

Conheça 8 benefícios do óleo de fígado de bacalhau apoiados pela ciência

O óleo de fígado de bacalhau é uma das melhores fontes alimentares de vitaminas, que auxiliam na manutenção de ossos saudáveis ​​através da regulação da absorção de cálcio (5).

Uma colher por dia tem a capacidade de proporcionar bem estar e vivacidade. Saiba agora quais são os 8 benefícios do óleo de fígado de bacalhau apoiados pela ciência.

1. Redução de inflamações

O corpo naturalmente combate infecções e cura lesões através de seus mecanismos de defesa e proteção. No entanto, isso pode acabar gerando infecções.

Em alguns casos, essas inflamações podem se estender por bastante tempo, sendo chamada de “inflamação crônica” (6, 7, 8).

A inflamação crônica pode aumentar as chances do organismo desenvolver doenças cardíacas, pressão alta e outros males.

Os ácidos graxos presentes no óleo de fígado de bacalhau reduzem as chances de inflamações crônicas, suprindo as proteínas que as promovem (9, 10).

As vitaminas presentes em grande quantidade em sua composição, como as vitaminas A e D, são oxidantes poderosos. Elas reduzem a inflamação por ligação e neutralizam-na de radicais livres prejudiciais.

Pessoas que não suprem essas necessidades vitamínicas diariamente ficam mais suscetíveis a inflamações crônicas.

2. Melhora da saúde óssea

óleo de fígado de bacalhauPrezar pela saúde óssea desde cedo é uma forma inteligente de chegar à terceira idade com menos riscos e tendências a males, como a osteoporose.

O corpo naturalmente perde massa óssea com o tempo, especialmente após os 30 anos e nas mulheres após a menopausa (11, 12, 13).

Além de reduzir o risco de fraturas, o óleo de fígado de bacalhau é uma excelente fonte dietética de vitamina D. Ele pode reduzir as chances de perda óssea relacionada à idade.

Isso porque auxilia o corpo, especialmente o intestino, na absorção do cálcio, que é um mineral necessário para ossos fortes (14, 15).

Estudos comprovam que uma dieta com boa absorção de cálcio unida a um suplemento rico em vitamina D, como o óleo de fígado de bacalhau, é essencial para evitar ossos frágeis em crianças.

Além disso, essa combinação pode ajudar na redução de massa óssea em adultos (16, 17, 18).

Devem se preocupar mais com o consumo desses suplementos pessoas que vivam longe da linha do Equador. Isso porque essas regiões não têm acesso suficiente à luz do sol, que sintetiza a vitamina D (19).

3. Redução de sintomas de artrite reumatoide e dores nas articulações

A artrite reumatoide é uma doença autoimune que se caracteriza por danos às articulações. Essa doença ainda não possui cura. No entanto, seus sintomas podem ser aliviados com a ajuda do óleo de fígado de bacalhau (20).

Isso acontece porque o óleo de bacalhau melhora a rigidez articular, a dor e os inchaços. Estudos comprovam que 1 cápsula de 1 grama de óleo de fígado durante 3 meses reduzem os sintomas da artrite reumatoide (21).

Essa ajuda pode chegar até a reduzir a necessidade de anti-inflamatórios. E este é apenas um dentre os 8 benefícios do óleo de fígado de bacalhau apoiados pela ciência. Isso se dá pela presença de ácidos graxos e ômega-3.

4. Melhora da saúde ocular

óleo de fígado de bacalhau melhora saúde ocularMais de 285 milhões de pessoas sofrem com a perda da visão por conta de glaucomas e da degeneração macular relacionada à idade (AMD) (22).

Ambas as doenças podem resultar de inflamação crônica. O óleo de fígado de bacalhau pode ser um aliado na hora de evitar esses males.

Devido à alta presença de ácidos graxos, ômega-3 e vitamina A em sua composição, as doenças oculares por inflamação são reduzidas drasticamente. Isso também acontece com os fatores de risco para glaucoma e pressão ocular (23).

Estudos comprovam que dietas ricas em vitamina A reduzem o risco de glaucoma comparadas com cardápios que não suprem as necessidades diárias dessa vitamina (24, 25, 26).

Apesar da importância da vitamina A para os olhos, tomá-la em excesso pode causar toxicidade, sendo importante saber dosar.

5. Redução de risco de doenças cardíacas

Sendo a principal causa de mortes no mundo, a doença cardíaca é um mal que precisa ser diariamente combatido. Seja com o auxílio de boa alimentação ou da prática regular de atividades físicas variadas, que trazem diversos benefícios ao corpo e também à mente.

Estudos comprovam que pessoas que incluem peixe no cardápio possuem menor risco de ter doenças cardíacas do que aquelas que não o incluem nas refeições. Este efeito pode ser atribuído ao seu teor de ácidos graxos e ômega-3 (27, 28).

O ômega-3 reduz a quantidade de triglicerídeos no sangue, a pressão arterial – especialmente em pessoas com risco alto de hipertensão (29, 30).

Ele também reduz o colesterol elevado, além de aumentar o nível de colesterol “bom” (HDL) no sangue e prevenir a formação de placas nas artérias (31, 32).

Esses fatores ajudam na redução do risco de acidente vascular cerebral. Muitos pesquisadores ainda classificam o óleo de fígado de bacalhau como um óleo de peixe comum.

Isso torna a relação entre ele e as doenças cardíacas um pouco contrastantes na opinião de especialistas (33).

São necessários estudos mais específicos para que a ligação entre os dois fatores seja firmemente comprovada e passível de aplicação em pacientes com riscos dessas doenças.

6. Redução de sintomas de depressão e ansiedade

cápsula de óleo de fígado de bacalhauA ansiedade e a depressão são doenças que estão cada vez mais presentes na sociedade. Elas afetam mais de 615 milhões de pessoas em todo o mundo (34).

Alguns cientistas sugerem uma ligação da inflamação crônica com a ansiedade e a depressão (35, 36).

O ácido graxo e o ômega-3 presentes no óleo de fígado de bacalhau ajudam a reduzir as chances de inflamação crônica. Consequentemente,  os sintomas de ansiedade e depressão são reduzidos também.

Estudos comprovam que pessoas com depressão e ansiedade que tomavam regularmente o óleo de fígado de bacalhau tinham seus sintomas amenizados (37, 38).

Porém, comparado a placebos, o desempenho do óleo de fígado de peixe ainda divide opiniões. Uma vez que seus resultados gerais aparecem menos eficazes do que o esperado.

No entanto, apostar nessa escolha pode ser uma boa alternativa antes de investir em medicamentos de tarja preta e vermelha.

Também é possível relacionar o aumento das taxas de vitamina D no sangue com a redução das chances de desenvolver inflamações crônicas.

A conexão dos sintomas de depressão com a tomada de óleo de peixe em breve poderá ser comprovada e auxiliar diversos pacientes.

O que ainda precisa de explicação científica é a forma com a qual o óleo de fígado de bacalhau atua nos sintomas propriamente ditos.

Alguns estudos sugerem que a vitamina D seja capaz de se ligar aos receptores no cérebro e estimular a liberação de hormônios que melhoram o humor, como a serotonina (39, 40, 41).

7. Auxílio na cura de úlceras no estômago e no intestino

As úlceras são pequenas quebras no revestimento do estômago ou do intestino. Elas podem causar sintomas de náuseas, dor abdominal superior e desconforto. Além disso, podem ser grandes barreiras no desenvolvimento do dia a dia.

Um dos 8 benefícios do óleo de fígado de bacalhau apoiados pela ciência é o auxílio no tratamento de úlceras. Sejam elas causadas por uso excessivo de medicações, a prática do tabagismo, excesso de ácido no estômago ou ainda infecções bacterianas (42).

Estudos em animais indicam que o óleo de fígado de bacalhau pode ajudar a tratar úlceras. Os efeitos são potencializados em casos de úlceras no estômago intestino (43).

Outro estudo em animais descobriu que o óleo de fígado de bacalhau reprimiu os genes que estão ligados à inflamação intestinal e à ulceração no intestino (44).

Os testes em humanos ainda estão sendo encaminhados. Por isso é necessário maior afinco e novas descobertas antes de recomendar para pacientes o óleo de fígado de bacalhau voltado para este fim.

8. Fácil adição na reeducação alimentar

alimentação saudável com fígado de bacalhauA forma mais comum de usar o óleo de fígado de bacalhau é adicioná-lo na dieta. Isso pode ser feito através de cápsulas sintéticas, que contém o líquido dentro.

A dosagem recomendada para aproveitar os 8 benefícios do óleo de fígado de bacalhau apoiados pela ciência é de 1 a 2 colheres de chá por dia.

Lembrando sempre que é importante tomar cuidado com os excessos e se ater às recomendações.

Não existem comprovações exatas dos malefícios de ultrapassar essa dosagem. As recomendações são feitas a partir dos malefícios de se ingerir em excesso vitaminas A, D, ácidos graxos e ômega-3. O excesso de vitamina A, por exemplo, pode causar toxicidade (45).

Além disso, o óleo de fígado de bacalhau pode atuar como um diluente no sangue. Por essa razão devem ser feitos exames seguros antes de começar a tomá-lo. Especialmente em pessoas propensas a problemas cardíacos que já se medicam para a situação.

Mulheres grávidas também devem tomar cuidado. Isso porque os altos níveis de vitamina A no organismo podem ser prejudiciais ao bebê. Por isso, é importante consultar um médico antes de apostar na adição do óleo na dieta.

O sabor do óleo de fígado de bacalhau pode ser bem desagradável para os sensíveis ao gosto de peixe. Isso acontece quando ele é tomado em sua forma líquida. Uma dica é ingerir sua dose diária de estômago vazio ou acompanhada de alguns goles de água.

Benefícios populares do óleo de fígado de bacalhau

Apesar de não conter comprovação científica, muitos usuários do óleo de fígado de bacalhau comprovaram os benefícios no cotidiano. Confira:

  • Usuários apontam a diminuição da compulsão alimentar, além da melhora na absorção de nutrientes pelo intestino;.
  • Usuários constantes indicaram a diminuição em celulites através da eliminação de toxinas proporcionadas pelo óleo e também efeitos antioxidantes;
  • Estudos relacionam à deficiência de ácidos graxos e ômega 3 como preocupantes para portadores de esclerosa múltipla, componentes sanados pelo óleo de fígado de bacalhau.

Incluindo o óleo de fígado de bacalhau na sua dieta

Decidiu incluir o óleo de fígado de bacalhau na sua dieta? Então fique atento às orientações e dicas abaixo:

  • Alguns produtos vendidos no mercado possuem conservantes e corantes, entre outros. Esses componentes químicos podem diminuir a eficiência do óleo de fígado de bacalhau no corpo. Por isso, é muito importante observar o rótulo e a procedência do óleo, que indica se sua origem é 100% natural ou não;
  • O uso do óleo de fígado de bacalhau deve ser combinado a um estilo de vida que inclua exercícios físicos, um cardápio equilibrado e a tomada de água ao longo do dia. Dormir 8 horas e ter momentos para relaxar a mente podem ajudar a ter melhores resultados;
  • A vitamina D também pode ser encontrada naturalmente em alimentos como: salmão cozido, ostras, sardinhas, leite infantil fortificado, fígado de galinha, entre outros;
  • A vitamina A também pode ser encontrada naturalmente em alimentos como: brócolis, couve, cenoura, alface romana, damasco seco, manga, melão cantaloupe, atum rabilho, entre outros;
  • Alimentos alternativos com alto teor de ácidos graxos: frutos do mar em geral, sementes e nozes, frutas como abacate, mamão e açaí e legumes como espinafre, couve-flor e repolho.

Conhecendo os 8 benefícios do óleo de fígado de bacalhau apoiados pela ciência fica mais fácil compreender as necessidades do seu corpo.

Além disso, é importante saber como incluir esse suplemento na sua dieta. Este é um passo em direção a uma vida mais saudável e é indispensável contar com a indicação médica nas decisões do cotidiano que afetam a sua saúde.

>