5 Maneiras Simples de Saber se um Ovo Está Bom ou Ruim


Isso provavelmente já te aconteceu: você abre a geladeira, pega um ovo e não faz ideia se ele pode ou não servir para o seu preparo. Seja porque você não sabe há quanto tempo ele estava perdido ali ou por simplesmente desconfiar, isso não precisa mais ser um mistério. Afinal, seria bom contar com maneiras simples de saber se um ovo está bom ou ruim, não é mesmo?

Com o passar do tempo, a qualidade de um ovo tende a cair, justamente porque o ar contido nele aumenta e a quantidade da clara diminui.  Ainda assim, existem condições na qual o ovo fica ruim, como quando, por exemplo, bactérias agem nele.

Por isso, se você quer descobrir se dá para usar um ovo ou não, fique atento. A seguir, mostramos 5 maneiras simples de saber se um ovo está bom ou ruim. Elas vão te ajudar a resolver esse complexo dilema. Confira:

1. Verifique a data de validade

Uma das maneiras simples de saber se um ovo está bom ou ruim é verificar a data de validade dos seus ovos. Muitas vezes, eles vêm com essa informação na embalagem, basta procurar.

De modo geral essa data equivale a 30 dias após os ovos serem embalados. Mas o fato desses 30 dias passarem não significa necessariamente que os ovos fiquem automaticamente ruins. (1)

Talvez esses rótulos não estejam presentes, mas nesse caso você pode se basear na refrigeração. Eles costumam durar até 60 dias se estiverem refrigerados (e até lá você com certeza já os consumiu). Agora, se não estiverem refrigerados, eles podem durar cerca de 10 dias no verão ou 15 dias nas estações mais frias, como o inverno.

2. Faça o teste do cheiro

Cheirar o ovo é com certeza uma das maneiras simples de saber se o ovo está bom ou ruim. E, além disso, é também uma das maneiras mais antigas. Ainda assim, é uma forma bastante confiável de verificar a informação.

Se você está incerto sobre a qualidade do ovo, pode se certificar disso cheirando-o. Ovos em mal estando têm um cheiro muito característico, independentemente de estarem crus ou cozidos. (3)

É claro que na casca é difícil sentir o cheiro. Por isso, a dica é abri-lo e colocá-lo numa tigela limpa. Depois é só se aproximar com o nariz, cheiras e ver o resultado.

3. Faça uma inspeção visual

O nariz pode ajudar muito nessas verificações, mas os olhos com certeza também ajudam. Se você não quer abri-lo pode analisar a qualidade da casca. Veja se ela não está ou não rachada, com um aspecto viscoso ou seca.

Rachaduras normalmente indicam a presença de bactéria. Da mesma forma que uma aparência meio pulverizada costuma significar que a casca está mole, o que nunca é bom. (4)

Se a casca tem uma aparência seca e inteiriça, é hora de abrir o ovo e analisá-lo antes de usar.

Busque qualquer coloração em tons de rosa, azul, verde ou preto na gema ou na clara. Isso indica que nessas áreas cresceram bactérias. E mais: se a clara ou a gema estiverem escorrendo, isso quer dizer que o ovo está velho e a sua qualidade diminuiu.

4. Faça um teste de flutuação

Entre as maneiras simples de saber se o ovo está bom ou ruim o teste de flutuação é uma das mais populares. Isso porque ele ajuda a determinae se ele foi fertilizado e também a sua idade. (56)

Para realizar esse teste, você precisa colocar o ovo em uma tigela com água. Se o ovo cair, significa que ele está fresco. No entanto, se ele ficar inclinando para cima ou flutuando, já está velho.

Isso acontece porque quando o ovo está velho a câmera de ar presente nele cresce. Isso acontece, principalmente, quando ele se coloca em um ambiente com mais água do que ar.

Se a câmera se enche muito obviamente o ovo vai flutuar. Ainda assim, é bom que se diga que um ovo flutuar não significa que ele não seja adequado para o consumo.

5. Coloque luz sobre os seus ovos

Acender uma luz sob os ovos é uma das maneiras simples de saber se o ovo está bom ou ruim. Ela é utilizada principalmente na indústria antes de embalá-los para o consumo. Felizmente esse método pode ser aplicado também na sua casa.

Tudo que você precisará é de um quarto bem escuro e de uma fonte de luz pequena e bem brilhante. Antigamente as velas eram usadas para esse fim, mas hoje uma pequena lanterna dá conta do recado.

Então, basta pegar alguma lanterna que tiver disponível na sua casa para fazer os testes devidos.

A ideia é segurar a fonte de luz na extremidade do ovo. Depois deve-se incliná-lo e girá-lo rapidamente, da esquerda para a direita. Se for feito do jeito certo o conteúdo do ovo ficará visível através de sua casca. (7)

Assim você consegue ver se a câmara de ar do ovo é pequena ou grande. No caso de um ovo fresco ela deve ter 1/8 polegadas, ou 3.175 mm. Com o envelhecimento desse alimento os gases substituem a água perdida através da evaporação e o tamanho da bolsa aumenta.

Fazendo esse movimento também é possível determinar a firmeza da clara e da gema do ovo. Elas também indicam o frescor do ovo ou a sua já avançada idade.

Essa forma de avaliar a idade de um ovo pode pedir uma certa prática. No entanto, também é uma forma precisa de dizer se o ovo é novo ou velho. A questão é que, assim como o teste de flutuação, isso na prática não quer dizer nada.

Veja mais dicas

Como explicamos anteriormente o fato de um ovo estar velho não quer dizer que ele esteja ruim, de forma alguma. O passar do tempo muitas vezes não afeta a qualidade do alimento.

Sendo assim, ele pode estar velho e mesmo assim ser próprio para o consumo, mantendo a sua qualidade e todos os seus nutrientes. É claro que em determinados casos o tempo estraga o ovo, mas isso só pode ser avaliado quando você o abre e verifica o seu estado visual e o seu cheiro.

Certifique-se antes de jogar fora

Muita gente acaba descartando ovos simplesmente por crer que eles tão ruins, sem saber de fato se isso é verdade. E fazem isso porque não realizam os testes ou verificações antes de jogá-los fora, o que é um tremendo desperdício.

Entre todas as estratégias que listamos acima, abrir o ovo aberto e verificar o seu cheiro e a sua aparência parecem ser as formas mais conclusivas de definir se esse alimento está próprio ou não para o consumo.

É compreensível, no entanto, que muita gente acabe descartando os ovos justamente pela incerteza deles estarem bons ou não. Algumas bactérias que se apoderam de um ovo em mal estado podem causar doenças muito graves. Uma delas é a Salmonella e as consequências dela para a saúde podem ser realmente assustadoras.

Ainda assim, essa bactéria especificamente pode estar presente também em um ovo novo de altíssima qualidade. Sendo assim, como se certificar de que não vamos consumi-la e nos prejudicar?

Cuidados antes de consumir os ovos

É preciso cozinhar os ovos completamente antes de consumi-los, em uma temperatura alta, que garanta que essas bactérias vão morrer justamente pela presença do forte calor.

Muita gente gosta de consumir ovos moles ou meio crus, mas isso significa um grande risco para a saúde. Portanto é o tipo de hábito que deveria ser evitado, se possível.

O que não se deve jamais é deixar de consumir o ovo, porque esse alimento oferece a nós uma série de benefícios. Alguns deles se concentram no fato de que ele é ótimo para a dieta, promovendo muita saciedade, apesar das suas baixíssimas calorias.

Além disso, ele também é muito bom para os músculos, graças a ação do aminoácido leucina presente nele, ótimo para dar mais rigidez e mais firmeza a essas áreas do nosso corpo, o que é fundamental para quem quer ter um corpo mais definido e mais sarado.

Como se não bastasse, o ovo também é um excelente alimento para o cérebro, porque as suas vitaminas, minerais e antioxidantes, têm a capacidade de combater males como o Alzheimer e o Parkinson, de acordo com várias pesquisas.

Ele também faz muito bem para a saúde da pele e para a saúde dos nossos olhos. Então, se você tem preocupação com essas áreas do seu organismo, pode consumi-lo sem medo.

Outro ponto muito interessante do ovo é que ele tem uma série de formas de ser consumido, todas muito populares e na maioria das vezes muito saudáveis. Sendo assim, consumi-lo é fácil, prático e também muito gostoso. Além de ser barato, porque trata-se de um alimento bastante acessível.

Agora você conhece algumas maneiras simples de saber se o ovo está bom ou ruim e poderá colocá-las em prática. Assim que for preparar algum, você terá certeza que estará consumindo um ovo de qualidade, que trará benefícios e nenhum malefício ou preocupação.